Fonte: Redação, com informações do RCN67 - Foto: Divulgação

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado no último dia 10/08 pelo IBGE, subiu 3,58% em Mato Grosso do Sul no mês passado e apresentou a maior variação mensal entre os estados pesquisados. O valor metro quadrado ficou em média R$ 1.485,52. A majoração foi puxada pela alta tanto na parcela dos materiais como na mão de obra; seguido pelo Ceará (3,28%), sob impacto da alta dos materiais e dissídio coletivo.


No Brasil a alta ficou em 1,89% em julho, terceira maior alta do ano, mas 0,53 ponto percentual abaixo da taxa do mês anterior (2,46%). No acumulado dos últimos 12 meses, a taxa é de 22,60%, resultado acima dos 20,92% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores e o maior da série histórica. O acumulado de janeiro a julho ficou em 13,49%. Em julho de 2020, o índice foi 0,49%.


“Os indicadores acumulados estão apresentando maiores valores e crescendo sucessivamente porque estamos substituindo meses com menores índices de 2020. Além de haver uma diferença grande nas taxas mensais, não houve, até agora, nenhum mês em 2021 cujo índice tenha sido menor do que os verificados em 2020. Desde novembro de 2020, quando ficou em 8,30%, este acumulado vem registrando mensalmente as maiores taxas da série”, destaca gerente do Sinapi, Augusto Oliveira.


O custo nacional da construção por metro quadrado, que em junho havia fechado em R$ 1.421,87, passou em julho para R$ 1.448,78, sendo R$ 853,03 relativos aos materiais e R$ 595,75 à mão de obra.


A parcela dos materiais apresentou variação de 2,88%, alta de 0,52 ponto percentual em relação ao mês anterior (2,36%). Considerando o mês de julho de 2020 (0,48%), houve aumento de 2,40 pontos percentuais.am em 37,67% (materiais) e 6,04% (mão de obra).


Rua 14 de Julho, 1431
Centro
Campo Grande - MS

Ver mapa

(67) 3321-1010 / 99211-9055 / 98115-0501